Praça do Coração de Jesus, s/n - Centro, Fortaleza - Ceará | Fone: (85) 3226.2854

Santuário Sagrado Coração de Jesus Fortaleza - Ceará

Papa inicia ciclo de catequeses sobre a esperança cristã

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Esperança cristã não desilude jamais, frisou o Papa em novo ciclo de catequeses.

Papa durante catequese desta quarta-feira / Foto: Reprodução CTV

O Papa Francisco começou nesta quarta-feira, 7, um ciclo de catequeses dedicado à esperança cristã, que jamais desilude. Ele enfatizou que a esperança se faz necessária diante de tanto mal que faz o homem se sentir desencorajado e impotente.

“Deus, com o seu amor, caminha conosco, não nos deixa sós; o Senhor Jesus venceu o mal e nos abriu o caminho da vida. Eu espero porque Deus caminha comigo”.

Convidando os fiéis a refletirem sobre a esperança, o Papa leu as palavras de Isaías, o grande Profeta do tempo do Advento, que se dirige ao povo com um anúncio de consolação. O Pontífice explicou que Deus consola evocando consoladores, a quem pede para tranquilizar o povo e anunciar que acabaram as tribulações e as dores e que o pecado foi perdoado: é isso que cura o coração aflito e assustado. Por isso, o Profeta pede para preparar o caminho ao Senhor, abrindo-se aos seus dons de salvação.

Francisco explicou que, para aquele povo exilado na Babilônia, a consolação começava com a possibilidade de atravessar o deserto, uma estrada cômoda, sem vales e montanhas, e retornar à sua pátria. “Preparar aquela estrada era preparar um caminho de salvação e libertação de todo obstáculo e impedimento”.

O exílio havia sido um momento dramático na história de Israel; o povo perdeu tudo: pátria, liberdade, dignidade e confiança em Deus. Sentia-se abandonado e sem esperança, quando o apelo do Profeta reabriu seu coração à fé.

“O deserto é um lugar em que é difícil viver, mas a partir de agora, será possível caminhar, voltar para a pátria, retornar a Deus; e principalmente esperar e sorrir. Uma das primeiras coisas que acontecem primeiro com quem se separa de Deus é que perdem o sorriso. Às vezes são capazes de fazer grandes risadas, mas falta o sorriso. só a esperança dá o sorriso”, improvisou.

O Santo Padre destacou ainda que a vida é muitas vezes um deserto, é difícil caminhar, mas se há a confiança em Deus pode ser bela e ampla, como uma avenida. Basta não perder jamais a esperança e continuar a crer, sempre, apesar de tudo.

“Seja qual for o deserto de nossas vidas, se deixarmos que nos ensinem a esperança, ele se transformará num jardim florido”.

Fonte: noticias.cancaonova.com