Praça do Coração de Jesus, s/n - Centro, Fortaleza - Ceará | Fone: (85) 3226.2854

Santuário Sagrado Coração de Jesus Fortaleza - Ceará

Papa recorda aqueles se arriscam para servir o próximo

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

No Angelus, o pensamento do Pontífice voltou-se para todos aqueles que, em contextos difíceis e arriscados, se colocam a serviço dos irmãos

angelus_madre_teresa-600x300

Ao término da celebração da Missa de canonização de Madre Teresa de Calcutá, antes da bênção final, o Papa rezou o Angelus Domini. Na mensagem, ele saudou e agradeceu a todos os presentes na Praça São Pedro, de modo particular, às Missionárias e aos Missionários da Caridade, que são a família espiritual da religiosa de origem albanesa.

“A vossa Fundadora vele sobre o vosso caminho e obtenha para vós ser fiéis a Deus, à Igreja e aos pobres.”

Dirigindo-se também às autoridades presentes, em particular dos países ligados à figura da nova Santa, bem como às delegações oficiais e aos numerosos grupos de peregrinos vindos de tais países na feliz circunstância, pediu ao Senhor que abençoe as nações das quais provinham.

Saudando os voluntários e agentes de misericórdia, confiou-os – como já havia feito durante a homilia da celebração – à proteção de Madre Teresa: “que ela os ensine a contemplar e adorar todos os dias Jesus Crucificado para reconhecê-lo e servi-lo nos irmãos necessitados”, disse Francisco estendendo o pedido de graças a todos aqueles que se uniram à celebração através dos meios de comunicação.

Em seguida, o pensamento do Pontífice voltou-se para todos aqueles que, em contextos difíceis e arriscados, se colocam a serviço dos irmãos:

“Penso especialmente em tantas religiosas que dão a sua vida sem poupar-se. Rezemos, em particular, pela missionária espanhola, Irmã Isabel, assassinada dois dias atrás na capital do Haiti, um país que vive tão duras provações, pelo qual faço votos de que cessem tais atos de violência e haja maior segurança para todos. Recordemos também outras Irmãs que, recentemente, sofreram violências em outros países”.

Fonte: papa.cancaonova.com